facebook
twitter
Contato
01 02 03

Publicidade

Árbitros de elite participam de Curso RAP-FIFA 2016

Gerações do apito

Um dia na CBF
Apito profissional
 
 

Bruno Vieira teve a oportunidade trabalhar em partidas com o pai que encerrou a carreira no apito em 2015, aos 45 anos


 

Membros da Escola Nacional de Arbitragem da CBF receberam jornalistas e cronistas esportivos para um debate

 

Levir Culpi, técnico do Fluminense, cobra da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a profissionalização da arbitragem

Equador
Islã
E agora!

Por atrasos nos salários e taxas, jogadores e árbitros de futebol decretam greve no Equador

 

O Estado Islâmico (EI) proibiu o trabalho de árbitros em jogos de futebol na cidade de Al-Mayadin, na Síria

 

Xingar árbitro dentro da área pode ser marcado pênalti? Texto da regra diz que sim, especialistas dizem que não!

Publicidade
 
 
     
  Associado denuncia compra de terreno supostamente irregular pelo Sindicato dos Árbitros do Rio Grande do Sul
  O sindicato secreto dos árbitros gays
  Melhor árbitro do país é taxado de soberbo e arrogante por jogadores, dirigentes e até mesmo por árbitros e ex-árbitros
  CBF adota medidas inócuas para a arbitragem
 

CBF cobra R$ 3.8 milhões da  ex-patrocinadora da arbitragem

  Paraibana faz história ao apitar jogo da CBF
 

Após polêmica sobre a compra da sede campestre, associados decidem em assembleia pelo apoio à diretoria do Safergs

  Nota de esclarecimentos: Presidente do SAFERGS esclarece acusações sobre compra da sede campestre
 

Time baiano reage contra escala de árbitro peladão da internet

  DITADURA: CBF impõe cessão de imagem e áudio por vinte anos para árbitros do quadro Nacional

 

     

Espaço para você deixar o seu comentário, a sua opinião e fazer suas denuncias (com provas) sobre a arbitragem com anonimato garantido. Seu comentário é muito importante para melhorar a arbitragem, mas use o espaço com inteligência e respeito aos citados e os demais.

Deixe a sua e leia as demais mensagens.

     

Pergunte no Posto Ipiranga

Cooperados indignados com má gestão elege novo financeiro, trocam conselho fiscal e convocam assembleia para destituir atual diretoria da Cooperativa dos Árbitros do Rio de Janeiro

Marcelo Bispo Nunes Filho (MA)

Edson da Silva (SC), Alexandro de Lima Pedra Hume, Roberto Giovanny e Edson Antonio (GO)

 
José Aparecido de Oliveira
Pivô da Máfia do Apito processa a ex, sofre sem emprego e mora com a mãe

No dia 23 de setembro de 2005, a revista "Veja" estampou em sua capa o escandalo "Máfia do Apito". Na foto da capa, Edílson Pereira de Carvalho, à época um dos 10 árbitros com o escudo da FIFA no país.

Dez anos após escândalo da manipulação de resultados, Edílson lembra tentativa de suicídio e conta que ateou fogo nas gravações de seus jogos.

Ameaças, cusparada, doença e arrependimento: a vida do árbitro da polêmica final de 1993

José Aparecido de Oliveira (foto) nasceu no dia 16 de janeiro de 1952 em Taquaritinga, interior de São Paulo. Foi um dos principais e mais polêmico árbitro da Federação Paulista de Futebol nos anos 80/90. Atuou oficialmente em 33 jogos pela CBF.

Player 320x100: